O que fazer quando perdemos implantes?

perda de implantes
Em sua coluna, Marco Bianchini analisa as diferentes causas da perda de implantes e como lidar com a situação no dia a dia clínico.

Perder implantes é, muito provavelmente, a pior sensação que um implantodontista pode ter. Porém, é importante que os profissionais da Implantodontia tenham plena consciência de que este é um problema que iremos enfrentar sempre, pois nada atinge 100% de sucesso na Odontologia. Assim, teremos muitos casos com perdas de implantes. Não adianta chorar, pois a perda de implantes faz parte do nosso dia a dia clínico.

As causas das perdas são muito variadas e passam por problemas sistêmicos dos pacientes, falta de controle de biofilme, sobrecargas oclusais, falhas inerentes ao profissional, defeitos de fábrica, dentre outros. Não importa muito qual seja a razão da perda, o mais importante é o transtorno que geralmente ela acarreta. Felizmente, muitos dos casos em que perdemos implantes permitem que um novo implante seja colocado e tudo volte a funcionar normalmente. Isto já aconteceu comigo diversas vezes e o que mais me intriga nestas situações é o porquê da primeira perda e o porquê do sucesso na repetição do procedimento. As Figuras 1 a 4 demonstram uma situação deste tipo, em que o paciente perdeu o implante 30 dias após a colocação, chegando no consultório com o implante na mão.

Poderíamos aqui tergiversar sobre quais teriam sido as razões da perda do primeiro implante: carga precoce sobre o cicatrizador exposto? Trauma em excesso da fresagem devido ao osso cortical? Contaminação bacteriana? Difícil encontrar a razão ou as razões deste insucesso, talvez tenha sido um conjunto de fatores que nos levaram a perder o primeiro implante. Acredito que o maior segredo clínico a ser utilizado quando perdemos um implante é não deixar o paciente sem um acompanhamento rigoroso. Pacientes que perdem implantes ficam, muitas vezes, desestimulados e desanimados. Eles tentam achar um culpado para a situação e, geralmente, este culpado somos nós, dentistas.

Assim, quando nos deparamos com perdas de implantes, mesmo que tenhamos a certeza de que não foi culpa nossa, devemos procurar dar toda a assistência ao paciente, refazendo o procedimento assim que for possível. Quanto aos honorários… o melhor é incorporar os valores e fazer a repetição sem custos para o paciente. Mais vale um pequeno prejuízo do que uma longa ação na justiça.

“Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.”
(Deuteronômio 8:18)

Translate »